Resenha – O Apanhador no Campo de Centeio

  O Apanhador no Campo de Centeio – J. D. Salinger

Comecei a ler esse livro no sábado e terminei na segunda, então já pode imaginar o quanto eu gostei e o quanto não é nada extenso. O livro pode aparentar ser cansativo e ter uma história simplista, mas foi o responsável por criar uma cultura-jovem, já que a adolescência nos anos 50 era ignorada pelos adultos. Pra você que lê o título e espera que exista de fato um campo de centeio, – eu particularmente imaginei que o livro se passasse aos arredores de um – o título trata-se de uma metáfora. Muito inteligente, por sinal.

Resumo

Publicado em 1951, o protagonista Holden Caulfield, 17 anos, conta uma breve história que se passa aos seus 16 anos. Depois de reprovar em quase todas as matérias, o adolescente rebelde de família abastada é expulso do internato para rapazes em que estuda e por não suportar a ideia de permanecer mais tempo ali, resolve voltar para casa mais cedo. Adiando seu retorno, começa a vagar pelas ruas de New York. A última coisa que ele deseja é estar em casa quando seus pais receberem a notícia de que ele reprovou mais uma vez.

“Não queria estar por perto na hora em que eles recebessem a carta. Minha mãe fica muito histérica. Mas melhora bastante depois que digere um troço completamente.”

Durante sua curta jornada, Holden apanha de um cafetão por uma noite com uma garota que sequer chega a acontecer, encontra-se com uma ‘’ex’’ chata só pelo prazer de não estar mais sozinho, perambula pelos bares da cidade à procura de algo para fazer e de alguém que responda para onde os patos vão durante o inverno, cada um desses acontecimentos regados a muito álcool e cigarros a todo instante. Sempre crítico, Holden nunca gosta completamente de algo. Para qualquer situação existe um comentário rebelde e depreciativo.

“Tomara que quando eu morrer alguém tenha a feliz idéia de me atirar num rio ou coisa parecida. Tudo, menos me enfiar numa porcaria dum cemitério. Gente vindo todo domingo botar um ramo de flores em cima da barriga do infeliz, e toda essa baboseira. Quem é que quer flores depois de morto? Ninguém.”

Decide então ir ver sua irmãzinha, Phoebe, por quem nutre uma admiração que não faz questão de esconder. Durante o encontro com ela, entendemos o porquê do título. Phoebe começa a perguntar sobre o que ele realmente gosta e o que gostaria de ser, já que vê no irmão críticas constantes sobre tudo. Ele responde que gostaria de impedir crianças que estivessem brincando num campo de centeio de cair no precipício existente nele. Podemos interpretar o abismo como sendo a maturidade, e Holden(HOLD THEM) não quer deixá-las cair nele.

“-Você sabe o quê que eu quero ser? – perguntei a ela. – Se eu pudesse fazer a merda da escolha? (…) Fico imaginando uma porção de garotinhos brincando de alguma coisa num baita campo de centeio e tudo. Milhares de garotinhos, e ninguém por perto, a não ser eu. E eu fico na beirada de um precipício maluco. Sabe o quê que eu tenho que fazer? Tenho que agarrar todo mundo que vai cair no abismo.’’

Por fim, o protagonista decide nunca mais voltar pra casa. Marca um encontro com sua irmã para despedir-se dela, porém a pequena insiste em ir com ele, o que o faz – depois de um surto –  desistir.
Polêmicas sobre a obra
– O assassino de John Lennon, Mark Chapman, teria sido inspirado pelo livro a cometer o crime. O livro teria sido encontrado com Mark no momento de sua captura. Quando questionado sobre o motivo de ter assassinado o ex-Beatle, ele respondeu: “Leia O apanhador no Campo de Centeio” e você descobrirá porque o fiz. Esse livro é meu argumento”.
– John Hinckley Jr, atirador que tentou matar Ronald Reagan, alegou agir sobre o comando do mesmo livro.
– No filme a Teoria das Conspirações, Mel Gibson atua como um lunático que compra todas as cópias do livro, sem o ler uma vez sequer.
– A banda Green Day cita Holden Caulfield em cinco álbuns da banda, e tem uma música com o título “Who wrote Holden Caulfield”? (Álbum Kerplunk!, 1992)
Na música In Hiding, da banda Pearl Jam, a letra fala sobre encontrar a casa de Salinger, autor do livro.
Minha opinião
Gostei muito do livro. Comecei a ler a obra tendo na cabeça todo o misticismo que o envolve, mas aos poucos fui me desvinculando de todas as teorias de conspiração ao redor dele e me prendi ao personagem. O personagem no fim das contas é um chato rebelde, mas de uma sensibilidade e capacidade de reflexão incríveis. As gírias usadas nos aproximam do protagonista, tornando suas críticas por vezes até engraçadas. No fim das contas, é um livro que vale a pena ser lido. Só não o recomendo para quem gosta de livros com grandes aventuras e ação, já que a leitura pode tornar-se amarrada em alguns momentos, mas história por trás da história é incrível. É um livro para se ler e atentar para os detalhes, metáforas e colocações muito inteligentes de Salinger. 
Anúncios

27 pensamentos sobre “Resenha – O Apanhador no Campo de Centeio

  1. Espiadinha básica de todos os dias . . . rsrsrrsrs . . . adoooogo! 😉

    Curtir

  2. Julia G disse:

    Preciso ler mais clássicos, mas não sei se esse estaria na minha lista. Claro que tem toda uma historia por trás, mas a história simplesmente não me desperta a atenção.
    Que bom que você gostou 😉

    Curtir

  3. Anotado! como beatlemaníaca, tenho dever de ler isso. Curiosa pra saber porque isso mataria o John :'( Amei a resenha, há tempos não me interessava por um livro assim.

    Curtir

  4. Adorei a resenha, não conhecia esse livro e estou bastante curiosa para ler, ra entende ro motivo do assassinato do John Lennon.
    beijos

    Curtir

  5. Fiquei curiosa pra ler, oque tem nesse livro que motivaria alguém matar outra pessoa.

    Seguindo :*

    http://chitafilo.blogspot.com.br/

    Curtir

  6. Marijleite disse:

    Olá! Já ouvi falar muito sobre esse livro e depois de ler sua resenha fiquei com mais vontade de ler, a história parece tão simples para ter causado tantas polêmicas; fiquei curiosa para saber mais.
    petalasdeliberdade.blogspot.com

    Curtir

  7. Larissa disse:

    Já ouvi falar muito nesse livro, mas não o li. Criticas boas e ruins. Mas tua resenha está perfeita, com trechos e tudo mais.
    Beijão.

    – VITAMINA DE PIMENTA –

    Curtir

  8. Não tinha visto esse livro ainda, parece ser legal hehe
    Beijos Ale | Rascunhos à Lápis

    Curtir

  9. Adorei a resenha, aumentou ainda mais a minha vontade frenética de ler o livro. Sem contar que o adicionei ontem à minha lista de desejados!

    Abraços,
    http://www.revolucaonerd.com/

    Curtir

  10. Lenise Bruna disse:

    Sempre bom ter você por aqui! ;*

    Curtir

  11. Lenise Bruna disse:

    É, o problema do livro é que ele não instiga mesmo a quem ainda não o leu! Beijos Julia =)

    Curtir

  12. Lenise Bruna disse:

    Vale a leitura! Obrigada, linda! Beijos

    Curtir

  13. Lenise Bruna disse:

    Que bom que gostou, Lola! Beijos

    Curtir

  14. Lenise Bruna disse:

    Foi o que me fez ler! =) Beijos e seguindo e volta

    Curtir

  15. Lenise Bruna disse:

    Que bom que a resenha surtiu esse efeito! Beijos! =)

    Curtir

  16. Lenise Bruna disse:

    O livro é muito comentado, Larissa. E muito bom. Fico feliz que tenha gostado! Beijos

    Curtir

  17. Lenise Bruna disse:

    É sim, Alessandra =) beijos

    Curtir

  18. Lenise Bruna disse:

    Que bom que gostou, Victor! =)

    Curtir

  19. Mariana Gomes disse:

    Nunca tinha ouvido falar desse livro, nem sequer visto a capa em algum lugar. Gostei dele e como você gostou bastante também, ganhou pontos comigo pra ser uma das minhas próximas leituras! Ah, já estou te seguindo, pode seguir de volta?

    Beijos,
    biblioteca-de-resenhas.blogspot.com.br

    Curtir

  20. Paola Dara disse:

    Fiquei curiosa sobre o livro depois que li As vantagens de ser invisível e fui correndo arrumar um pra mim. Me parece ótimo ^_^

    Curtir

  21. viber disse:

    Este comentário foi removido pelo autor.

    Curtir

  22. Vinicius disse:

    Comprei esse livro num sebo aqui da minha cidade, depois de ter lido um artigo publicado no jornal Zero Hora (Porto Alegre) alusivo à morte de Salinger. Comentava-se muito sobre esse livro e eu fiquei curiosíssimo. Mesmo assim, com o livro em mãos, deixei-o guardado, pois não tinha tempo para me dedicar a sua leitura. Sem mentir, mas 1 ano depois é que fui lê-lo. Li nestas férias escolares e assim como você, adorei a narrativa !!!

    Curtir

  23. Enzot disse:

    Acabei de ler esse livro ontem. Numa pesquisa aqui da internet achei sua resenha. Uma ótima resenha, e muito bem escrita.
    Só acho, na verdade, que no fim das contas o personagem do livro teve um surto meio psicológico durante esse final de semana que ele narrou.

    Antes de ler o livro eu não sabia nada sobre ele, e tampouco da sua grande repercussão.

    Curtir

  24. VANESSA CASTRO. disse:

    ACABEI DE LER ÓTIMO LIVRO APESAR DOS PALAVRÕES DO LIVRO.HAM

    Curtir

  25. Anônimo disse:

    Já Li o Livro,achei Holden um pouco depressivo,mais ao final percebi que ele tinha problemas psicológicos e contava a historia de seu fim de semana num Sanatório .Enfim ,Amei a Resenha!

    Curtir

  26. Anônimo disse:

    kkkkkkk noob

    Curtir

  27. Anônimo disse:

    Fiquei super interessado nesse livro depois de ler a resenha 🙂

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: